Continuar Comprando

COMPLETE SUA COMPRA
Lip balm vegano com rosas e esqualano 10g R$89

Entenda o FoMO: medo de ficar de fora

25 novembro, 2020

Sabe quando você está rolando o feed das suas redes sociais e parece que todo mundo está curtindo uma viagem, menos você? Se estiver sentindo medo de estar perdendo um momento da vida, baseado em posts, fique atenta: isso pode ser um sinal de FoMO.

Não sabe o que é FoMO ou quer entender o tema mais a fundo? Então, acompanhe este texto exclusivo que a equipe da Biossance preparou e compreenda melhor essa síndrome, que tem atingido tantas pessoas nos últimos anos.

Síndrome FoMO

Conferir as atualizações do Facebook, as publicações do Instagram e as novidades no Twitter: esta é a realidade de muitas pessoas que, inclusive, fazem isso diversas vezes ao dia, algo considerado normal para a maioria. No entanto, como agir quando essas verificações fazem com que você se sinta mal?

Este pode ser um dos sintomas de FoMO, Fear of Missing Out. A síndrome nada mais é do que o medo de estar perdendo algo ou ficar de fora de alguns momentos. Esse sentimento é causado, especialmente, por conta do vício em redes sociais, constantemente acessadas pelos smartphones.

Por sentir medo de que outras pessoas estejam aproveitando a vida, mas você não, surge uma ansiedade, que faz com que você passe a acompanhar, cada vez mais, as atualizações das redes sociais. A partir disso, surge um círculo vicioso:

  • ver atualizações;
  • sentir medo de estar perdendo algo;
  • ficar ansioso;
  • acompanhar ainda mais os posts,
  • voltar a ficar ansioso.


Causas do FoMO

Quem não gosta de postar fotos de viagens e passeios marcantes ou daquele encontro épico com os amigos? As redes sociais tornaram-se uma espécie de álbum de fotografias, em que costumamos deixar registrados os nossos melhores momentos.

Apesar de ninguém querer ver postagens baixo astral, a relação entre redes sociais e ansiedade acabou ganhando força, justamente por conta dos posts alegres e repletos de ostentação. Eles acabaram dando a ideia de que algumas pessoas têm a vida perfeita, mas seus seguidores não.

Especialistas acreditam que a síndrome de FoMO é causada pela relação usuário-internet, que ainda é muito recente e um tanto imatura. As postagens que divulgam viagens para locais paradisíacos e diversão sem limites fazem com que as pessoas acreditem que não estão aproveitando a vida como deveriam.

Outro ponto importante é a cultura do imediatismo, que também está muito presente na sociedade e é um dos problemas das redes sociais, atingindo, principalmente, os jovens. Isso acaba causando ainda mais angústia social entre os usuários dos sites de relacionamento.

Sintomas do FoMO

Mesmo entendendo o que é FoMO, só é possível ter um diagnóstico da síndrome com a ajuda de um psicólogo. Porém, antes de consultar um profissional, é possível notar alguns sintomas.

Uso excessivo das redes sociais

O uso excessivo das redes sociais pode ser um sinal de alerta para FoMO. Isso porque o usuário sentirá a necessidade de atualizar as redes constantemente para confirmar se ele realmente está “vivendo errado” ou não, sempre tendo as postagens como base para suas comparações e análises.

Mau aproveitamento dos eventos

Seu amigo não perde uma viagem ou um evento que você o convida, mas quando chega ao destino, ele não desgruda os olhos do celular? Fique atento porque isso pode ser outro sintoma de FoMO.

Apesar de estar em um local em que pode se divertir e ter momentos especiais, ele continua fiscalizando as redes para conferir as atividades de quem segue, buscando por postagens que podem ser mais interessantes do que seu momento atual.

Necessidade de registrar tudo

A pessoa registra tudo, a todo momento, para fazer stories e posts? Atente-se a este padrão. Em muitos casos, o indivíduo com FoMO também sente a necessidade de mostrar aos seus seguidores que não está “de fora”. Para isso, a pessoa chega a cometer atos arriscados, como fazer filmagens enquanto dirige.

Distrações constantes

Apesar de a pessoa querer viver perfeitamente nas redes sociais, ela passa mais tempo distraída, além de estressada, ansiosa e entediada. Ainda há aqueles que se sentem solitários. Nos casos em que o FoMO está mais intensa, há quadros depressivos.

Dicas para evitar o FoMO

O primeiro passo para diminuir o vício em redes sociais e ficar distante do FoMO é deixar as redes sociais de lado por um tempo. Faça um detox da internet e tire férias das atualizações dos sites de relacionamento por um período indeterminado.

Caso não consiga, a dica é selecionar as pessoas que você segue. Sabe aquele influencer que vive fazendo postagem de viagens, treinos para manter o corpo sarado e ostentação de carro, casa e afins? Se essas publicações fazem com que você se sinta mal, talvez, seja melhor consumir menos conteúdos dele.

Se estiver se sentindo cada vez mais angustiado com as publicações que vê na internet ou esteja passando cada vez mais tempo no celular, é recomendável que procure ajuda médica. Um especialista é a única pessoa que poderá evitar que você fique pior.

Controle do tempo no celular

Atualmente, existem diversos aplicativos que monitoram o tempo que você gasta nas redes sociais. Se quer diminuir as horas gastas nesses sites, mas não consegue, esses apps podem te ajudar. Existem várias opções disponíveis para iOS e Android. Vale a pena conferir.

Confira mais publicações

Gostou de entender melhor o que é FoMO? Então, que tal dar uma espiadinha nas outras publicações do blog da Biossance, o Lab Notes Blog? Aqui, você encontra muitos outros temas legais sobre saúde, confira! 


×