Continuar Comprando

Complete sua compra:
Lip balm vegano com rosas e esqualano R$89
Saquinho de Linho Tamanho G R$26

Melasma: o que é e como prevenir o aparecimento de manchas

17 setembro, 2020

Em geral, os problemas de pele afetam — e muito — a qualidade de vida de qualquer pessoa, e o melasma não fica de fora dessa regra. Afinal, conviver com manchas escuras e amarronzadas em regiões como testa, bochecha, queixo e nariz não é nenhum pouco agradável.

Além disso, embora seja menos comum, as manchas podem aparecer em outras áreas, como no colo, pescoço e braços. Para te ajudar a entender melhor o que é melasma, quais suas causas e o que fazer para evitá-lo, nós, da Biossance, separamos algumas dicas. Confira!

O que é melasma?

Caracterizado pelo surgimento de manchas escuras na pele, o melasma é uma disfunção na pigmentação devido à concentração de melanina, um pigmento que dá a nossa cor. Como falamos anteriormente, ele pode surgir em diferentes partes do rosto e, em alguns casos, nas demais partes do corpo que ficam expostas ao Sol.

Geralmente, ele afeta mais as mulheres, mas isso não significa que os homens estejam livres dessa condição. Apesar de não ter uma causa específica, na maioria das vezes seu surgimento está ligado à gravidez, ao uso de anticoncepcionais e à exposição ao Sol.

Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a genética é outro fator que pode contribuir para o surgimento dessa condição. Para fazer um bom tratamento, é muito importante contatar um dermatologista e verificar em qual dessas situações você se enquadra.

Quais são os tipos de melasma?

Há três principais classificações para os tipos de melasma: dérmico, epidérmico e misto. Para saber mais detalhes sobre cada um, confira abaixo as características que eles apresentam.

Melasma epidérmico

O melasma epidérmico acontece quando a melanina é depositada apenas nas camadas basais e suprabasais da epiderme, ou seja, aquelas que têm a função de proteger o corpo de agressões externas. Por isso, podemos dizer que ele é mais superficial.

Melasma dérmico

O melasma no rosto e no corpo é considerado dérmico quando as manchas causadas pela melanina atingem a derme de forma profunda. Esse fator torna as manchas mais difíceis de serem tratadas.

Melasma misto

Nesse caso, há uma combinação do epidérmico com o dérmico, aparecendo na forma marrom-cinzento. Devido à profundidade dos pigmentos nas camadas da pele, ele pode ser mais difícil de tratar.

Vale lembrar que quanto mais profundo for o pigmento, mais difícil de se obter um bom resultado no procedimento estético. Para saber qual dessas características a sua pele possui, o recomendado é fazer um exame com um tipo de iluminação especial, como a lâmpada de wood.

Isso porque, como a luz ultravioleta dessa lâmpada é completamente absorvida pela melanina superficial, fica mais fácil identificar as manchas epidérmicas a olho nu. No dérmico, devido à pouca absorção do pigmento, elas não ficam tão aparentes. Já no misto, há áreas mescladas entre as mais e menos aparentes.

Como tratar o melasma?

Quem sofre com essa condição na pele sempre se pergunta qual é o melhor tratamento para melasma. Para minimizar os impactos dele no seu bem-estar, as opções vão desde procedimentos feitos em consultórios até o uso de dermocosméticos com ativos uniformizadores.

Durante o dia, um passo muito importante para evitar as manchas de melasma é a aplicação do filtro solar nas regiões afetadas. Lembrando que o ideal é que ele conte com proteção contra os raios ultravioleta A (UVA) e B (UVB). Com o FPS da Biossance, você também protege a derme da luz visível e do infravermelho.

Mas não para por aí, já que os cremes à base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinoico e ácido azelaico também são muito utilizados no tratamento. A nossa Máscara Facial com Glicólico e Esqualano pode ser utilizada de uma a duas vezes na semana para minimizar a aparência de descolorações e linhas finas.

Aposte nos produtos Biossance!

Agora que você já sabe o que é melasma, quais as causas e como tratá-lo, aproveite para conferir nosso conteúdo sobre ácido glicólico. Por lá, você descobre todos os benefícios que esse ingrediente pode trazer para a sua pele. Para informações mais detalhadas, agende sua consultoria grátis aqui, em nosso site!


×