Continuar Comprando

Complete sua compra:
Espátula Rosé Gold R$49
Saquinho de Linho Tamanho G R$29

Pele oleosa: como identificar e o que fazer para reduzir a oleosidade?

22 julho, 2021

Pele oleosa: como identificar e o que fazer para reduzir a oleosidade?

Ter a pele oleosa é saber que os cuidados precisam ser redobrados para que seja possível equilibrá-la. Entre os principais incômodos estão o aparecimento de espinhas e entupimento de poros. 


Manter o rosto bem hidratado e equilibrado pode parecer uma tarefa difícil, mas com a informação e o produto certos, isso é mais simples do que você imagina. Pensando nisso, preparamos este conteúdo com dicas de como cuidar da pele oleosa.

O que é a pele oleosa?

Pode-se dizer que a oleosidade da pele é um excesso na produção de sebo, que apresenta partes brilhantes em certas áreas do rosto. Os poros dessa região costumam ficar  mais dilatados e, em alguns casos, a pele fica mais grossa. 


O sebo tem a função de manter a área mais hidratada, evitando o ressecamento. No entanto, quando ele é produzido em grande quantidade, acaba deixando a pele do rosto oleosa.  

Possíveis causas da pele oleosa

Existem alguns fatores que podem intensificar a oleosidade da pele ou deixar um rosto misto mais oleoso. Eles podem atuar separadamente ou em conjunto. São eles:


  • Genética: há indivíduos que estão programados para produzir mais sebo naturalmente na pele, deixando-a oleosa;
  • Glândulas sebáceas produzindo em excesso: quando essas glândulas que produzem o sebo estão desreguladas, elas vão produzir mais oleosidade do que necessário;
  • Meio ambiente: morar em regiões de muito calor pode acabar deixando a pele oleosa;
  • Hormônios: principalmente durante a menopausa, quando os níveis de estrogênio caem, é comum as mulheres apresentarem a pele oleosa;
  • Comportamento: medicações, prática de exercícios em excesso ou uso de muita maquiagem e cosméticos errados podem aumentar a oleosidade da pele. 

Pensando no fator comportamental, separamos alguns erros diários que podem agravar a oleosidade da pele:


  • Banho muito quente;
  • Esfoliações diárias;
  • Dormir de maquiagem;
  • Uso de sabonete corporal no rosto;
  • Falta de hidratante;
  • Lavar o rosto muitas vezes ao dia.

Se a oleosidade é um problema para você há tempos, é preciso encontrar a causa antes de tratá-la. Para isso, vale procurar um especialista na área, como um dermatologista. E se você não sabe se tem a pele oleosa e quer descobrir, vamos te ensinar como identificar.

Como identificar uma pele oleosa?

Quem tem a pele oleosa geralmente tem um brilho intenso na chamada zona “T” do rosto: testa, nariz e queixo. Isso acontece devido ao acúmulo de sebo que fica concentrado na região. 


Ao passar a mão nessa parte do rosto, a sensação é pegajosa, deixando, inclusive, a oleosidade na palma da mão. A pele oleosa também acaba resultando em um maior número de acnes (espinhas e cravos) e poros mais dilatados. 

Quais são os tratamentos para a pele oleosa?

Para cuidar de uma pele oleosa e diminuir o aspecto brilhante intenso, mantendo a região hidratada e equilibrada, é preciso ter uma rotina de skincare apropriada e frequente. Os melhores horários para fazer o processo de limpeza diária são o período da manhã e à noite, antes de dormir. 


Tudo isso deve ser feito sempre com a orientação de um dermatologista, principalmente para não lavar o rosto em excesso. Separamos algumas dicas sobre o que é bom para a pele oleosa que você pode iniciar em casa!

Use protetor solar

Uma das partes mais importantes do skincare é o uso do protetor solar diário. Além de proteger contra os raios solares, o produto certo pode ajudar a reduzir a oleosidade do rosto. Para isso, escolha opções que se aderem bem à sua pele. 


É o caso do Protetor Mineral Facial da Biossance, que além de ser rapidamente absorvido não causa oleosidade e é transparente. Sua indicação é para todos os tipos de pele, por isso, pode ser incluído na sua rotina diária.

Evite lavar o rosto com água muito quente 

A água quente pode parecer inofensiva e relaxante, no entanto, ela é uma das aliadas para aumentar a oleosidade no rosto. Além de procurar um tratamento para pele oleosa, você pode mudar a temperatura do seu banho, deixando-a mais morna!


Pele oleosa

Abuse da delicadeza

Não esfregue seu rosto violentamente achando que, dessa forma, estará limpando mais profundamente. Fazendo isso, a pele vai produzir ainda mais sebo para repor o que foi tirado “à força”. Seja gentil e delicado, apostando no toque suave para limpar a região.

Melhore a alimentação

Você sabia que alguns alimentos e bebidas podem intensificar a produção de sebo? O chocolate, por exemplo, por conta do leite — que contribui para o trabalho das glândulas sebáceas —, é um dos que podem causar oleosidade se consumido em excesso. 


Uma dica valiosa é trocar o chocolate ao leite por um do tipo amargo. Além disso, os derivados do leite também podem ser substituídos para evitar mais produção de sebo. 

Tenha cautela ao usar maquiagem

Antes de se maquiar, limpe bem a pele e prepare-a para receber os produtos de maquiagem. Quando aplicados sem esse cuidado, eles podem abafar a glândula sebácea, causando mais sebo.

Use produtos certos!

Reforçando mais uma vez, pois esse é um dos fatores que mais ajudam a diminuir a oleosidade: use produtos indicados para seu tipo de pele. Ou seja, aposte em (muito) hidratante para pele oleosa e sabonete específico para o rosto, e não de corpo!


Uma grande alternativa para a hidratação correta é o Gel Hidratante com Esqualano aqui da Biossance. Ele ilumina, hidrata e equilibra a pele com resultados rápidos e incríveis. O produto é feito com fórmulas sustentáveis, que cuidam de sua beleza e não agridem o meio ambiente!

Cuide-se com a ajuda da Biossance!

Gostou de entender tudo sobre a pele oleosa e como você pode ajudar a diminuir a oleosidade do rosto? Então, continue acompanhando o blog da Biossance, pois aqui temos conteúdos com temas relacionados a esse e muitos outros assuntos, como skincare e uso responsável de produtos!




×