Continuar Comprando

Complete sua compra:
Hidratante labial vegano com rosas e esqualano R$89
ESPÁTULA DE BAMBU BIOSSANCE R$25

Pesca predatória: o que é, impactos e como impedi-la

13 maio, 2022

Pesca predatória: o que é, impactos e como impedi-la

Está mais que comprovado que os oceanos não são uma fonte inesgotável de vida. A pesca predatória tem sido uma forte ameaça à manutenção desses ecossistemas, por isso precisa ser combatida quanto antes.


Se você tem interesse pela vida marinha e quer saber como protegê-la, chegou a hora de conhecer de perto um dos principais inimigos dela. Fique conosco e aprenda a identificar a pesca predatória e, principalmente, descubra como tornar a sua empresa sustentável.

O que é pesca predatória? 

Afinal, o que é pesca predatória? Também chamada de sobrepesca, essa prática tem como principal característica a execução desenfreada, sem dar tempo suficiente para a população natural se reproduzir e repor o que foi subtraído. 


Essa ação teve início a partir dos anos 1950, quando os homens faziam a pesca predatória de baleias a fim de extrair o óleo e a gordura delas para utilizar em lamparinas e no cozimento de alimentos, respectivamente.


Porém, em meados do século 20, a pesca predatória tornou-se prática permanente da indústria mundial da pesca, e a vida marinha passou a sentir os efeitos disso. A seguir, vamos conferir os principais estragos no meio ambiente causados por essa ação tão destrutiva. 

O que a pesca predatória causa ao meio ambiente? 

A cada ano, a indústria pesqueira tira em torno de 30 milhões de pescado do mar para o consumo humano. Esse alto volume de peixes retirados, sem sequer existir espaço para a reposição natural, gera efeitos irreparáveis na natureza.


Segundo os cientistas, um deles poderá ser visto nos próximos 50 anos: a extinção de espécies que hoje estão ameaçadas. Vamos listar a seguir quais são as consequências da pesca predatória para o meio ambiente, para você entender o tamanho desse problema. 


  • Desequilíbrio ecológico;
  • Impacto socioeconômico sobre as famílias que dependem diretamente do mar para sobreviver;
  • Crise nos estoques pesqueiros.

A pesca predatória de tubarões, por exemplo, já causou sérias consequências. De acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas para Agricultura e a Alimentação (FAO), estima-se que a população mundial desses animais já tenha sido reduzida a 10% do que era em 1970.


Pesca predatória

Mais de 70 milhões de tubarões são capturados todos os anos, sendo grande parte deles enviada para o mercado asiático de barbatanas. Aliás, os problemas não se concentram aí: o drástico sumiço desses animais fez o número de arraias nos Estados Unidos aumentar em 12 vezes, o que gera perda sensível de biodiversidade.

Uma das principais ameaças ao planeta

Por provocar a redução sistemática da vida marinha, a pesca predatória pode ser a causadora do fim dos oceanos! Isso porque cada espécie ameaçada exerce uma função importante para eles se manterem vivos, em bom funcionamento.


Já parou para pensar o que seria do planeta sem os oceanos? Certamente, não existiria vida, já que eles são os principais responsáveis por absorver gás carbônico e são uma fonte gigantesca de oxigênio.


Sem falar que regulam o clima mundial e são fonte de renda para muitas pessoas em todo o mundo. Por isso, é possível afirmar que a sobrepesca é, sim, uma das principais ameaças ao nosso planeta.

Como sua empresa pode se tornar parceira do meio ambiente 

Com esse breve raio-X de pesca predatória no Brasil você já sabe como contribuir para ajudar a reverter a destruição dos oceanos. Esperamos que você se interesse sobre o assunto e coloque integre boas práticas à rotina. Saiba que isso é perfeitamente possível.


De acordo com uma pesquisa da agência norte-americana Union + Webster, 87% dos brasileiros preferem consumir produtos e serviços oferecidos por empresas sustentáveis. Portanto, além de ambientalmente correto, ter uma empresa sustentável é um ótimo negócio.


Para a sua empresa se tornar uma parceira do meio ambiente, basta adotar iniciativas sustentáveis que incluem no dia a dia medidas que não agridam a vida no planeta. Confira sete ações simples que tornam o seu negócio sustentável.


  1. Elimine os descartáveis;
  2. Adote documentação eletrônica;
  3. Estimule o uso responsável da água e energia elétrica;
  4. Produza menos lixo;
  5. Incentive as caronas amigas;
  6. Priorize fornecedores sustentáveis;
  7. Envolva os funcionários para que eles adotem ações sustentáveis fora da empresa.

A Biossance é amiga da vida marinha

Sabia que a base de todos os produtos da Biossance é o esqualano 100% vegetal, feito a partir da cana-de-açúcar renovável? É dele que vem o efeito de pele hidratada e radiante que só os nossos produtos trazem.


Nosso corpo produz naturalmente a própria hidratação, conhecida como esqualeno, mas a quantidade retida na pele tende a reduzir com o tempo. O nosso esqualano é um hidratante biológico que repõe a maciez que a sua pele merece. Experimente o Gel Hidratante Pro.Bio, que ilumina e equilibra a pele.


Por anos, o emoliente era extraído do fígado de tubarões, porém nossos cientistas encontraram uma solução segura e eficaz por meio da biotecnologia. Essa iniciativa salva nada menos que 2 milhões de tubarões por ano. Incrível, não é?

Conheça os produtos sustentáveis da Biossance!

Agora que você conhece os efeitos devastadores da pesca predatória, conheça nossos produtos 100% sustentáveis e junte-se a nós nessa onda em defesa dos oceanos e animais marinhos. 


Adquirindo nossos produtos, você cuida da sua pele e, ao mesmo tempo, contribui com boas práticas em prol da preservação do planeta. Acesse nosso site e confira as nossas ofertas.



×