Continuar Comprando

COMPLETE SUA COMPRA
Lip balm vegano com rosas e esqualano 10g R$89

Tudo o que você precisa saber sobre os ácidos para o rosto

09 novembro, 2020

Uma das certezas da vida é: se até o momento você não utilizou ácidos para o rosto, algum dia os usará. Seja na adolescência ou na vida adulta, é comum aparecerem algumas espinhas ou manchas na pele e, vamos combinar, quem não fica incomodado com isso, não é mesmo?


Ao contrário do que muitos possam pensar, o uso de ácidos na pele não é uma exclusividade de quem tem uma rotina de skincare. O produto é muito recomendado por dermatologistas para o tratamento de doenças como a acne ou para o controle de oleosidade da pele. 


Se esse universo é novo para você, não se preocupe. Neste post, você aprenderá o indispensável sobre esses produtos, como se deve usar ácidos para acne ou se eles estão presentes em outros produtos, além de conhecer melhor os tipos oferecidos no mercado. Então, continue a leitura!

 

Quando o uso de ácido é indicado?

Você sabia que naturalmente passamos por uma renovação cutânea e que isso acontece a cada 21 ou 28 dias? Isso ocorre para que nossa pele se mantenha sempre renovada, além de essa ser uma forma que o nosso corpo tem de retardar o aparecimento das indesejáveis rugas e linhas de expressão mais profundas. 


Mesmo esse processo ocorrendo de forma natural, há produtos que aceleram essa renovação cutânea, e os ácidos para o rosto e demais áreas da pele são alguns deles. Essas substâncias contam com ativos que fazem com que a pele se renove em um período menor que o habitual. 


Com os ácidos, esse intervalo de “troca de pele” diminui, e é por isso que é muito comum a cútis descascar um pouquinho ao usar essas substâncias. Mas qual o propósito de acelerar esse processo? 


A troca de pele previne o surgimento de espinhas e cravos, além de estimular a produção de elastina e colágeno, o que faz com que nossa derma se mantenha firme e não sofra com o envelhecimento precoce. Em outras palavras, ajuda a retardar o surgimento das temidas e incômodas rugas. 


Porém, não é apenas para retardar o envelhecimento precoce e evitar a acne que servem os ácidos para o rosto. O produto também é muito eficaz em tratamentos para controlar a oleosidade da pele, que quando em excesso é responsável pelo surgimento de espinhas. 


Também age para acabar — ou atenuar, dependendo do quadro clínico — com as manchas que possam surgir, sejam causadas pelo sol ou não. Um exemplo que faz com que muitas mulheres recorram a esse tratamento, especialmente após a gestação, são as manchas de melasma.  

 

Tipos de ácido e indicações

Tudo bem, os ácidos para o rosto são repletos de benefícios, mas o mercado oferece diversas opções. Sendo assim, qual é o melhor tipo de ácido para a pele? Na verdade, não existe o melhor, mas o mais indicado para a sua necessidade. 


Por isso, separamos alguns dos mais comuns, para que você os conheça melhor. Mas lembre-se: antes de fazer uso de qualquer tipo de ácido, consulte o seu dermatologista! O uso errado da substância pode causar problemas ao invés de solucioná-los. Afinal, ninguém quer ganhar queimaduras no lugar de uma pele renovada, não é mesmo?  

 

Ácido glicólico

O ácido glicólico está ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras de produtos de cuidados para a pele. Isso porque, ao mesmo tempo que contribui para a hidratação, ele age na renovação celular. 


Mas essa não é a única função desse alfa-hidroxiácido. Se você está em busca de um ácido para atenuar manchas escuras do rosto, o glicólico pode ser utilizado. Ele também alivia as cicatrizes causadas pelas acnes.


Outra boa notícia é que se você opta pelo uso de produtos veganos, é possível encontrar o ácido glicólico entre as opções. Isso porque ele é encontrado em algumas plantas açucareiras. 

 

Ácido hialurônico

Muito famoso, o ácido hialurônico está presente em hidratantes e cremes para cuidados diários, inclusive para uso diurno. Ele também é o responsável por contrariar a regra de que ácido só deve ser utilizado à noite. 


O ácido hialurônico é — acredite se quiser — produzido pelo nosso corpo! Ele é o responsável por manter nossa pele jovem, uma vez que estimula o colágeno. Por isso, quando comercializado, costuma estar presente em demais dermocosméticos, especialmente em máscaras hidratantes. 


Quer prevenir ainda mais as rugas e linhas de expressão mais marcadas? Então, aposte no ácido hialurônico!  

 

Ácido retinoico

Comumente confundido com o retinol, o ácido retinoico para o rosto é a forma oxidada da vitamina A,  enquanto o primeiro é a forma estável desse ativo, encontrado na natureza como Bakuchiol. Sua principal indicação é para os danos causados pelo sol, como envelhecimento, hiperpigmentação, rugas finas, sardas, manchas e afins. 


Ele também está presente no tratamento de combate à acne e ameniza a oleosidade excessiva da pele. Maravilhoso, não é? Esse ácido também é uma opção para aqueles que estão em busca de ácidos para melasma.

 

Onde encontrar

É muito fácil encontrar ácidos para o rosto, especialmente os mencionados acima. Há muitos produtos naturais que contêm essas substâncias, como a nossa Máscara Facial com Ácido Glicólico e Esqualano, que esfolia, melhora a textura e dá luminosidade à pele. 


E se você quer dar um power no ácido hialurônico já presente na sua pele, há a nossa Bruma Tonificante com Ácido Hialurônico e Esqualano. Com ela, sua cútis ficará ainda mais hidratada, restaurada e equilibrada. 

 

Confira nossos produtos

A Biossance é uma empresa que preza pela sua saúde e, também, pela do meio ambiente. Em nosso site, você encontra ácidos para o rosto, hidratantes, séruns e demais produtos para skincare produzidos com os componentes que a natureza nos proporciona, além de serem todos cruelty-free. Então, que tal clicar aqui para  conferir todos eles e garantir uma pele ainda mais linda?



Ver artigo completo

Blue beauty: tudo sobre este novo movimento da beleza sustentável
Blue beauty: tudo sobre este novo movimento da beleza sustentável

por Ivy Sanches 30 novembro, 2020

Conheça os benefícios da aromaterapia
Conheça os benefícios da aromaterapia

por Ivy Sanches 27 novembro, 2020

Entenda o FoMO: medo de ficar de fora
Entenda o FoMO: medo de ficar de fora

por Ivy Sanches 25 novembro, 2020

×