Continuar Comprando

Complete sua compra:
Hidratante labial vegano com rosas e esqualano R$89
Guasha de Quartzo Rosa Biossance R$79

Tudo sobre melasma em pele negra

25 novembro, 2021

Tudo sobre melasma em pele negra

O melasma em pele negra é uma condição que afeta muitas pessoas, especialmente as mulheres. Caracterizado pelo surgimento de manchas escuras, é mais comum no rosto, embora também atinja outras partes do corpo, como braços, pescoço e colo. 

A pele negra tem algumas características interessantes, entre elas a oleosidade natural, que ajuda a amenizar os sinais de envelhecimento. Além disso, apresenta menor incidência de doenças graves — como o câncer — quando comparada às demais tonalidades.

Primeiramente: o que é melasma?

O melasma é uma condição caracterizada pelo surgimento de manchas escuras no rosto. Em geral, fica muito aparente no nariz, nas bochechas e na testa, mas dependendo do quadro pode surgir nos braços, no pescoço e no colo. 

Embora o melasma em pele negra e nas demais tonalidades seja muito mais comum em mulheres, também pode afetar os homens. As causas para esse quadro são variadas, mas principalmente genética, exposição solar e alterações hormonais.

Existem três tipos de melasma: o dérmico, que se caracteriza pelo acúmulo de melanina ao redor de vasos profundos e superficiais; o epidérmico, que se dá quando há excesso de melanina na camada superficial da pele; e o misto, que combina os sintomas anteriores.

As manchas na pele negra e nas demais tonalidades atingidas por essa condição têm formatos irregulares, sendo geralmente iguais dos dois lados do rosto. Muitas vezes, o quadro pode agravar quando tratado por procedimentos inadequados, daí a importância de contar com a ajuda de um dermatologista. 

Como identificar o melasma na pele negra?

A pele negra apresenta muito mais concentração de melanina (proteína que dá cor e nos protege da ação dos raios solares) que as de tonalidades mais claras. Como esse pigmento já é amarronzado, tende a escurecer ainda mais quando exposto a processos inflamatórios ou irritadiços, como melasma, acne, alergia etc. 

O primeiro passo para descobrir o melasma em pele negra é observar os sinais emitidos pela sua própria cútis. Repare se as manchas têm os formatos que citamos anteriormente e atente-se aos locais em que elas surgem. Isso é muito importante na hora de constatar se de fato a sua pele apresenta esse quadro. 

Feito isso, a dica é procurar um dermatologista, pois, depois de avaliar a sua condição, esse profissional pode indicar o melhor tratamento para controle e prevenção de novas manchas. Então, é muito importante não negligenciar essa etapa. 

Como tratar o melasma em pele negra?

Tenho pele negra com melasma; e agora? O primeiro passo é não aplicar nada antes de consultar um profissional especializado. Como a pele tende a escurecer naturalmente devido ao acúmulo de melanina, o tratamento incorreto pode piorar o quadro, deixando as manchas mais resistentes.

A boa notícia é que você consegue prevenir a doença e controlar a formação de novas manchas com a aplicação diária do protetor solar. Nós já explicamos aqui que a pele negra não queima com facilidade quando exposta ao sol, mas isso não significa que ela não precisa de proteção. 

melasma em pele negra

O tratamento tópico é uma das melhores formas de controlar o melasma em pele negra. Cremes com ação uniformizante oferecem ótimos benefícios tanto para manchas mais claras quanto para marcas mais pigmentadas por causa do acúmulo de melanina na região.

Há ainda a possibilidade de contar com a ajuda de um antioxidante, como a vitamina C, que uniformiza o tom e a textura da pele. O uso desse produto também ajuda na firmeza e na prevenção do envelhecimento precoce, reduzindo o surgimento e a intensidade de rugas e linhas de expressão.

Quais são os cuidados da pele negra com melasma?

Assim como acontece nos demais tipos de manchas, existem alguns hábitos que ajudam a agravar o melasma, como é o caso da exposição solar. Com o nosso Protetor Solar Mineral com Zinco e Esqualano, além de ficar protegida e hidratada, a sua pele ganha um acabamento suave, sem aquela aparência esbranquiçada.

O sérum Phyto-Retinol produzido com bakuchiol (um derivado de plantas que tem a mesma função do retinol) é outra alternativa que contribui para os cuidados com a pele negra. Indicada para todos os tipos de pele, essa alternativa natural ajuda a uniformizar o tom, além de melhorar a firmeza e a aparência de linhas de expressão.

Você pode incrementar o seu skincare com o sérum noturno com ácido lático, para fazer a renovação celular. Aplicar a máscara facial com ácido glicólico pelo menos duas vezes por semana é fundamental no combate às manchas, já que ela proporciona uma esfoliação química e física. 

Saiba mais sobre os dilemas da pele com a Biossance!

Conhecer as características da nossa cútis é superimportante para tratá-la da forma adequada. Para ajudar você nessa missão, nós da equipe Biossance trazemos diversos conteúdos informativos como este. Dê uma passadinha em nosso blog e aprenda com a gente!




×