Continuar Comprando

Complete sua compra:
Hidratante labial vegano com rosas e esqualano R$89
ESPÁTULA DE BAMBU BIOSSANCE R$25

Vitiligo: descubra o que é essa doença e como tratar

17 fevereiro, 2022

Vitiligo: descubra o que é essa doença e como tratar

Provavelmente, ao assistir à participante Natália Deodato do “Big Brother Brasil” 2022, você já se perguntou sobre as manchas esbranquiçadas que ela tem na pele, não é mesmo? Para quem não sabe, essa condição é um dos principais sintomas do vitiligo

Essa é uma doença de pele muito comum e acomete cerca de 1% da população mundial, de acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). Assim como a participante Natália, o cantor Michael Jackson, a atriz Luiza Brunet e a modelo Winnie Harlow são outros exemplos de famosos com vitiligo

Para ajudar você a entender melhor sobre as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos dessa patologia, a Biossance preparou esse conteúdo completo, respondendo as principais dúvidas das pessoas sobre o vitiligo. Continue a leitura e aprenda com a gente!

O que pode causar o vitiligo?

O vitiligo é uma doença de pele desenvolvida por causa de problemas ou disfunções nos melanócitos. Eles são as células responsáveis pela produção da melanina (pigmentação) em nosso corpo. 

Na formação dessa patologia, as células de defesa passam a enxergar esses melanócitos como agentes estranhos no organismo, iniciando um combate contra eles. Quando a melanina é eliminada de uma região do corpo, é ali que acontece a formação das manchas brancas.  

De fato, ainda não se sabe exatamente quais são as causas do vitiligo. Porém, os especialistas consideram que ela é uma doença autoimune, com predisposição genética e associada a alterações emocionais.  

Quais são os principais sintomas do vitiligo?

Sem dúvida, as primeiras evidências do vitiligo são as lesões mais claras na pele com pigmentação bem diferente da original. Porém, em alguns casos, existem pessoas que afirmaram também sentir dor e sensibilidade prévias nas áreas onde as marcas futuramente apareceram. 

Esse é um processo que vai progredir gradualmente no corpo. Dessa maneira, as manchas brancas geralmente começam, por exemplo, no cabelo, nos cílios ou nas sobrancelhas. Logo após, elas evoluem para outras regiões mais escondidas como globo ocular, órgãos genitais, axilas e até umbigo. 

Junto desses sintomas físicos presentes na pele, é muito comum que as pessoas com vitiligo desenvolvam depressão, baixa autoestima e dificuldade de socialização. Esses são problemas emocionais gerados devido à visão errônea e preconceituosa da sociedade em relação a essa doença.  

O vitiligo tem cura? Como o diagnóstico é feito?

O ideal é procurar a ajuda de um especialista assim que você notar a manifestação dos primeiros sintomas do vitiligo. Quanto mais cedo ocorrer o diagnóstico, mais chance existe de encontrar o tratamento certo e obter os melhores resultados. 

mulher com vitiligo sorrindo em café.

Como é uma doença de pele crônica, mesmo com as intervenções adequadas, o vitiligo não tem cura. Contudo, os procedimentos médicos podem controlar o aparecimento das manchas pelo corpo, melhorando a aparência das áreas sem melanina e evitando o desenvolvimento de outras lesões.     

Quais são os tipos de tratamentos mais usados para o vitiligo? 

Atualmente, existem muitas opções de tratamento para o vitiligo, mas essa é uma questão muito pessoal, que deve ser decidida e orientada por um dermatologista. Só o médico é capaz de avaliar a situação de um paciente e indicar a melhor forma de terapia. 

Entre os métodos mais conhecidos, estão o uso de corticoides tópicos, o banho de luz, a fototerapia e os cremes imunomoduladores. Vale destacar que cada um desses procedimentos pode gerar resultados diferenciados de acordo com o diagnóstico do paciente.  

Junto a esses tratamentos, os dermatologistas ainda costumam indicar o acompanhamento psicológico para as pessoas com vitiligo, já que é muito comum o surgimento de problemas emocionais associados a essa doença.  

O vitiligo é contagioso?

Como o vitiligo é causado principalmente por uma disposição hereditária, sem o envolvimento de nenhum microrganismo, não é possível transmiti-lo no contato entre pessoas. 

Muita gente ainda acredita no mito de que o vitiligo é contagioso, devido ao desconhecimento e à desinformação disseminada por gerações acerca da doença. Entretanto, nada impede que pessoas com essa condição genética levem uma vida como qualquer outra.   

Quais são os cuidados indispensáveis para quem tem vitiligo? 

Além de oferecer a pigmentação à pele, a melanina é responsável por proteger nosso organismo dos efeitos da radiação solar. Sem essa camada, as pessoas com vitiligo estão mais suscetíveis à ação do sol. 

Por isso, um dos cuidados primordiais que elas devem praticar no dia a dia é manter a pele segura com o uso de produtos para proteção. Por exemplo, o protetor solar deve ser aplicado especialmente nas áreas afetadas para evitar a ardência.  

Fora isso, ainda existe a possibilidade de que todas as pessoas com vitiligo sofram com o Fenômeno de Koebner. Esse problema pode gerar lesões ásperas e descamativas nas manchas. Então, é sempre bom evitar traumas, como cortes, machucados e ralados para não enfrentar essa situação.  

Conheça as soluções que a Biossance tem para você!   

Não se engane: os cuidados com a pele não são apenas para pessoas com vitiligo. Todo mundo precisa manter uma rotina de beleza intensa no cotidiano para cuidar de si mesmo! 


Aqui na Biossance, temos um catálogo repleto de produtos clean beauty, com cremes, hidratantes e óleos, que vão trazer uma ajudinha extra para proteger sua pele e deixá-la ainda mais bonita e saudável. Acesse nosso site e confira!

×